sábado, setembro 23, 2006

 

 

Dualidade




Surfar é uma experiência predominantemente individual e intimista!

Resveste-se essencialmente de uma dimensão pessoal. Partilhar é uma palavra que em primeira instância tem pouco significado no vocabulário do surfista. É uma palavra que dentro de água apenas é entendida na sua relação com o mundo etéreo a que chamamos Natureza... ou apenas Mar para alguns.

A Natureza, ou o Mar aos quais habitualmente não resistimos à tentação de lhes atribuir condição humana, é passivel de um acto de partilha. Facto este, que não deita por terra toda a dimensão pessoal do acto de surfar. Pelo contrário, reforça a ideia de uma actividade que de tão individual e solitária, mas que resulta de uma interacção entre uma das mais brutais e poderosas forças da natureza - o mar - tem a necessidade de ser contrabalançada nos seus medos e temores por uma entidade que reduza essa temivel força do oceano à simples condição de nós próprios - a condição humana.

Mas o surfista é egoista. Elimina qualquer gesto de partilha, que não seja entre si e o Mar. Torna-se ciumento na abordagem alheia às "suas" ondas. É como um instinto animal primitivo ainda reinante no intelecto humano e que facilmente descamba em violência, sendo o localismo um dos mais mediáticos resultados deste comportamento. É porém, uma notável reacção apaixonada, quente e irracional, produto de sentimentos, sensações e emoções muito próximas da paixão, do amor - alguém gosta de partilhar com outrém a volupia da sua mulher? - e que nos torna por isso também incrivelmente humanos, ao invés de estéreis e frios robots de carne e osso.

Ainda assim, o homem que corre ondas, é antes de mais um Homem... com todos os seus instindos e impulsos, mas também com toda a sua racionalidade, personalidade e moral. É nesta dualidade que se observa a beleza da vida, e em especial da vida do ser humano que corre ondas. O surfista, terá então, de observar a sua interacção com o mar, como uma pequena parte de um todo. Um cosmos infinitamente superior à condição humana, que se dispõe no universo de todas as concepções hedonisticas do ser humano, e dessa forma lhes permite a sua concretização material. O mar, esse cosmos infinitamente grande, é propriedade de ninguém e de todos, nas suas mais variadas noções de prazer fisico e espiritual representadas e materializadas pelo ser humano.

Desta forma, a personificação do mar transforma-se num mero capricho tão individualista como o próprio acto de surfar na mente consciente do surfista. Também o egoísmo com que este encara a partilha de sensações entre si e o mar deixa de fazer sentido... não só porque o mar pertence a todos e a ninguém, mas também porque no acto de surfar, acaba por não existir qualquer experiência de partilha, pois o mar não é pessoal nem tão pouco tem condição humana, não podendo por isso usufruir de qualquer sensação de troca com o próprio Homem.

Em suma, o surfista interage com o mar. Recebe sensações e emoções em troca de nada, porque o mar não precisa de nada do surfista. O mar sempre lá estará calmo e sereno umas vezes, revolto e temivel noutras, mas eterno e imutável aos olhos do Homem.
É assim uma interacção entre algo infinitamente pequeno e algo infinitamente grande, onde o ser humano funde a sua aura nas energias cósmicas do oceano, absorvendo o prazer e o bem estar que essa fusão de energias positivas proporciona no Homem. É na sua essência uma experiência pessoal e intransmissivel... mas na sua condição, passivel de partilha com outros. Ninguém partilha uma onda nem a sensação que esta lhe reserva, mas é de todo impossivel o usufruto exclusivo do oceano e todas as suas ondas, a partilha das energias do oceano com outros será sempre o antagonismo da solidão.

E no fundo, ninguém surfa sozinho por prazer (salvo condições muito especiais). Todos gostamos de estar acompanhados no mar. Todos gostamos de ver a nossa evolução aos olhos dos nossos companheiros de surfada, e das suas dicas. Todos vibramos com as suas ondas. E também eles vibram com as nossas, à medida que sorrimos por saber isso mesmo. Por vezes até partilhamos uma onda com os nossos amigos (muito raro!!!). Tudo se resume a uma cadeia de emoções que resultam numa permutação constante de energias positivas que une cada um ao seu semelhante.
Tornamo-nos claramente melhores surfistas, técnica e espiritualmente, quando surfamos acompanhados e interagimos dentro e fora de água com outros surfistas. É assim que o surf, através da sua dualidade harmoniosa entre o individualismo do acto versus a interactividade na condição de surfista, se torna na minha opinião, na mais bela e genuina forma de interacção com o que nos rodeia - especialmente com a hidrosfera e a bioesfera! É natural assim, que mais do que um desporto, o surf seja encarado como um verdadeiro lifestyle.

Comments:
Que grande momento de inspiração e devaneio filosófico-marítimo.

Temos mesmo de ir mandar uma surfada! Esta afirmação saiu-me, mas tem a ver c o teu post... surfar tem mto mais piada c a malta amiga...
 
Concordo plenamente que uma pessoa surfa sozinha por prazer...Se bem que há dias em que apetece dar uma surfada 'com nós próprios' (se é que me fiz entender...). Mas será que há melhor sensação do que aquela em que acabamos uma onda e partilhamos o nosso sorriso/felicidade com os nossos amigos?! Acho que não!

Qundo li este post (excelente há que dizer), lembrei-me de uma afirmação de Samuel Avelar em relação ao respeito dentro de água que é deveras importante (e que poderá estar associado de certa forma ao egoísmo por parte do surfista): '(...)o respeito não se ganha com autoritarismo ou popularidade, mas na partilha de momentos, no salgar das amizades que se foram fortalecendo a cada surfada(...)'

Continuação de Bom Trabalho!
 
*uma pessoa não surfa
 
Gostei muito do Blog, e tal como te disse, o comment resolve-se. :)
Parabéns
 
Hello!

Nice site, keep up the good work .

http://buy-phentermine.hem.nu BUY PHENTERMINE
BUY PHENTERMINE
http://buy-phentermine.hem.nu buy phentermine
http://buy-phentermine.hem.nu phentermine online
http://buy-phentermine.hem.nu order phentermine
http://buy-phentermine.hem.nu cheap phentermine
http://buy-phentermine.hem.nu buy phentermine online
http://buy-phentermine.hem.nu phentermine diet pill
http://buy-phentermine.hem.nu phentermine online pharmacy
http://buy-phentermine.hem.nu phentermine prescription
http://buy-phentermine.hem.nu what is phentermine
http://buy-phentermine.hem.nu free phentermine
 
Get the best poker bonuses, online poker news coverage, online poker reviews, special poker bonuses ... tournament schedules, detai
poker online za darmo
In order to cono deposit money - the bonus will be released in rates of €10 f
Learn poker fast how to win no sign up deposit bonu codes, with many of them exclusive
starting capital poker full tilt Titan Poker using the banner below and the bonus code WSOPTP and you will get a 100% first deposit bonus for up to $500 a
za darmo bez deponowania kasy. free poker money
free poker money bankroll chips -
oker room reviews and poker bonus offers. Strategy for Holdem, Omaha, Blackjack and casino ga
posit, players cawith real money and win without efv sh for free in the united states are welcome, try your luck
bonuses mansion titan If you dol be deleted after 48 hrs. r online poker ideally made for Mac users but all players can enjoy the poker bonus guide.
didn't get an email, check your junk mail folder. You should add ezwur white list.
 
Υοur artісle haѕ ρгoven usеful to me.
It’s quite educatiοnаl аnd you're simply clearly very well-informed in this region. You get exposed our sight in order to varying opinion of this kind of subject matter with interesting and reliable content.

my page: Cialis
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?